DICAS

Saúde e Beleza

Algas e as bactérias podem sobreviver ao tratamento com cloro?

É possível, se o tratamento for feito de forma inadequada. Piscinas com pouco cloro ou com excesso de ácido cianúrico, por exemplo, podem diminuir a ação oxidante do cloro permitindo que as algas e, posteriormente, as bactérias encontrem um ambiente onde possam se proliferar.

O nível de ácido cianúrico na água da piscina pode ser medido através de um estojo de testes completo (4 em 1) ou de uma fita teste mais completa. Caso a água da piscina realmente apresente níveis de ácido cianúrico maiores do que 50 ppm, a única solução é drenar parcialmente a água da piscina e repô-la com água nova.

Uma forma de prevenir o excesso de ácido cianúrico na água é usar o cloro granulado mais o estabilizador de cloro, ao invés do dicloro/tricloro (cloros estabilizados), já que uma das várias vantagens do cloro granulado é a possibilidade de controlar o ácido cianúrico.

O que fazer se os cabelos dos banhistas mudam de cor?

Cabelos verdes depois da piscina

O uso contínuo de piscinas, especialmente por pessoas muito claras e loiras, pode eventualmente deixar os cabelos com um tom levemente esverdeado.

Isso geralmente é provocado pelo Cobre das tubulações da piscina, que se dissolve com os ácidos adicionados à água para reduzir seu pH e se transforma em sal solúvel, depositando-se nos cabelos e nas unhas.

Para eliminar o excesso de metais, use um controlador de metais.

Não é o cloro que deixa o cabelo verde.

Os Algicidas mais modernos não possuem Cobre em sua formulação.

É preciso verificar em sua composição para confirmar.

O que fazer se a água da piscina estiver ressecando os cabelos?

Este fenômeno muito possivelmente se deve ao desajuste no nível do pH: ou muito baixo ou muito alto.

Solução Recomendada:

1) Meça a Alcalinidade Total, verificando se a mesma está entre 80 e 120 ppm. Ajuste-a, se necessário.

2) Meça o pH verificando se o mesmo encontra-se na faixa entre 7,0 e 7,4. Ajuste-o, se necessário. O ideal é mantê-lo em 7,0.

3) Faça uma supercloração com 14 gramas/m³ de cloro granulado.

O que provoca infecções nos usuários?

Infecções adquiridas em piscinas indicam a presença de microrganismos patogênicos na água, que são combatidos com a manutenção de níveis adequados de cloro.

A solução recomendada é a seguinte:

1) Meça a Alcalinidade Total , verificando se a mesma está entre 80 e 120 ppm. Ajuste-a, se necessário.

2) Meça o pH verificando se o mesmo encontra-se na faixa entre 7,0 e 7,4. Ajuste-o se necessário. O ideal é mantê-lo em 7,0.

3) Faça uma supercloração com 14 gramas/m³ de cloro granulado.

4) Mantenha sempre o residual de cloro livre na faixa entre 1 e 3 ppm.

5) Filtrar diariamente por 6 horas, no mínimo.

6) Para verificar os parâmetros, use a fita teste ou um estojo de testes.

O que fazer se a água da piscina estiver irritando os olhos?

Olhos irritados na piscinaA ardência nos olhos é provocada principalmente pela presença de cloraminas. As cloraminas são resultantes da ausência de Cloro livre na água da piscina e também provocam um odor característico, muitas vezes confundido com excesso de cloro.

Para acabar com este problema, deve-se superclorar a água da piscina, para que o cloro livre oxide as cloraminas e elimine-as da água.

Solução Recomendada:

1) Meça a Alcalinidade Total, verificando se a mesma está entre 80 e 120 ppm. Ajuste-a, se necessário.

2) Meça o pH verificando se o mesmo encontra-se na faixa entre 7,0 e 7,4. Ajuste-o, se necessário. O ideal é mantê-lo em 7,0.

3) Faça uma supercloração com 14 gramas/m³ de cloro granulado.

Como prevenir o aparecimento de micoses nos banhistas?

O clima do país, com calor e umidade, favorece a proliferação dos fungos causadores de doenças de pele.

Piscinas que não recebem a atenção adequada podem permitir o surgimento de micoses, especialmente em pessoas com lesões de pele: recomenda-se manter o residual de cloro livre adequado.

Solução Recomendada:

1) Meça a Alcalinidade Total, verificando se a mesma está entre 80 e 120 ppm. Ajuste-a, se necessário.

2) Meça o pH verificando se o mesmo encontra-se na faixa entre 7,0 e 7,4. Ajuste-o, se necessário. O ideal é mantê-lo em 7,0.

3) Faça uma supercloração com 14 gramas/m³ de cloro granulado.

Recomenda-se manter o residual de cloro livre adequado.

Limpeza e tratamento de piscinas no Rio de Janeiro?

21 98644-1010Conte conosco!